Skip to content

Prazer, Tempeh.

08/01/2010

bloco de tempeh

Tempeh é um alimento rico em proteína vegetal, feito artesanalmente pela cultura e fermentação dos grãos da soja, onde são compactados em um formato de bloco. Entre todos os alimentos a base de soja, ele é o único que não se origina nem da China ou Japão. Ele é indonésio, principalmente das Ilhas de Java. É como um primo do tofu, mas com característica nutricional e textura diferentes. Como ele é fermentado com o grão inteiro, conserva mais proteínas vegetais, fibras naturais e vitaminas do complexo B se comparado com o tofu. Seu sabor em nada se assemelha também, com toques de fermentação e acidez mais presentes, o que enriquece no paladar.

Fui apresentada a essa maravilha oriental em Amsterdam, quando fui trabalhar com meu sócio no Green Planet Restaurant. A Indonésia foi colônia holandesa até 1945, e a culinária holandesa foi ricamente afetada por ingredientes e técnicas culinárias desta região. A Holanda tem muito para mostrar além de coffeeshops, cozinhas orgânicas e vegetarianas são bem recomendadas por lá. Em Amsterdam existem feiras orgânicas que acontecem terças, quintas e sábados, onde existe a possibilidade de comprar direto com os produtores locais. Se encontra de tudo, cogumelos, queijos, massas, cosméticos até roupas de fibras naturais. Os mini supermercados orgânicos são ótimos também. Se passarem por lá um dia entrem no Natuurwinkel.

No Green Planet quando fazíamos o day dish com tempeh, era sempre o primeiro prato a acabar, sucesso de pedidos. Aqui no Brasil ele está chegando aos poucos, já foi até matéria na Vegetarianos. No Rio de Janeiro sua presença está mais forte, tem até fabricação na cidade de Rezende, o Tempeh Totale. Aqui em São Paulo conseguimos comprar em algumas unidades do Mundo Verde.

Me deu saudades de comer, amanhã (rsrsrs só para deixar vocês curiosos) tem receita do tempeh marinado do Green Planet para quem se interessar em fazer. É muito gostoso!

9 Comentários leave one →
  1. Silvia Ferreira permalink
    10/07/2013 12:22

    Estou em Amsterdam pensando no que fazer para comer!!!

    E me deu uma vontade de fazer meu Sanduiche mas não sei onde comprar o amburguer de soja (só encontro o tempeh).

    • 10/07/2013 16:52

      Silvia, mil vezes o tempeh! Alimento feito de soja FERMENTADA e bem menos processada. O burguer de soja geralmente é soja não fermentada e que passa por processo industrial.
      Abs,

  2. 04/05/2010 10:47

    Olá! Você poderia me dizer em que loja aqui em SP você achou o danadinho do tempeh? ;)
    Não acho em lugar nenhum!

    Obrigada!

    • 04/05/2010 11:19

      Olá Helena!!

      No momento, as lojas aqui de São Paulo parecem que fizeram um boicote ao tempeh.. muito triste….

      Eu estou comprando agora direto com a Tempeh Totale de Rezende/RJ, eles mandam por encomenda.

      Estou na cola da Vivenda Vida para voltarem a vender tempeh aqui.

      Abraços!

  3. Rogério Oliveira permalink
    11/01/2010 02:38

    desculpe um ou outro erro de ortografia. Já fui muito bom em poortuguês…mas com a Net e a mania de querer tc mais rápido…depois me envergonho de tanto erro…
    Corrijo apenas 2 :
    _COM elementos
    _por favor leia algumas…em vez de augumas…

    Como sou amante da música clássica, estou apresentando à turma do Path um nova Ave Maria (Giulio Cassine).
    Envio-lhe 3 versões do yoo-tubee, se vc gostar de cozinhar com música.
    Tudo de bom:
    Rogério

  4. Rogério Oliveira permalink
    11/01/2010 01:28

    Oi Luana,
    tudo bem?
    como ainda uso um windows 98 (sou das antigas..) fiquei com receio de minha cartinha não chegar. Que bom que chegou,
    Quanto ao kefir, evidente: é um alimento probiótico ; mas se vc me perguntar com certeza, acho que é um lactobacilo como elementos de fermentos vegetais.
    Parece que no Caúcaso, os produtores de leite ao acomomdarem o leite em recipientes de couro de cabra…auguma coisa por aí….rs, isso originou o kefir.
    Eu tenho uma colônia (a primeira vez realmente comprei de uma organização nipônica em SP. Não foi caro e recebi direitinho. Essa colônia foi dando seus pequenos resultados…)
    Agora, coincidência ou não, foi só quando recebi a doação de uma amiga de uma amiga aqui do Rio que a colônia “deslanchou”. Tanto que no verão, pelo excesso de calor, e isso ocasionar uma fermentação muito rápida, deixo meus “amiguinhos” descansando um pouco de leite num recipiente de plástico (tenho o quefir do leite e não o da água), na geladeira (eles sobrevivem sim!).
    Quando a temperatura baixa um pouco volto a fazer.
    Sempre acrescento 2 colheres de sopas cheias de leite desnatado ao leite integral que faço o kefir, pois gosto mais cremoso.
    Agora, o gosto é bem ácido…não é todo mundo que gosta puro…
    Procure no Googlee : doadores (ou quem possui) kefir em Goânia. Talvez vc encontre alguém daí mesmo.
    Se não , me diga que “acordo” os meus amigos, e logo que eles estiverem bem ativos, envio um pouco para vc, ok?
    abraço
    Rogério

    • 12/01/2010 17:53

      Oi Rogério!!
      Vou procurar sim, e descobrir também como se faz, estou com vontade de experimentar e aprender como utilizar o Kefir. Mais uma vez muito obrigada pelo novo link,estou escrevendo também com o intuito de falar e descobrir novos ingredientes de Gastronomia Vegetariana. As músicas são ótimas! Boa semana para você e volte sempre!!

  5. Rogério Oliveira permalink
    08/01/2010 21:00

    Olá Luana,
    muito prazer! Sou colega/amigo aqui no Rio de sua cunhada Dani, no grupo e formação que fazemos do Patwork (espero que ela já tenha te falado do Patw).
    Tenho 50 anos, e há 32 sou vegetariano…mas creia:
    _sem proselitismos!!..rs.
    Aos 19 anos, logo que me tornara tal, estava todo prosa…e com o perdão da palavra: ” um saco”…
    Queria convencer todos “à força” que descobrira o “caminho das Indias” da Espiritualidade (imagine: ainda tinha o fator religião!).
    Mas nada como uma primeira “lambada” de uma prima mineira (eu sou de lá), que questionou meus tão propalados “princípios humanitários”:
    _Rogério. por que vc então ainda usa sapatos e cintos de couro??. Foi a lição necessária de ‘humildamento’.
    Passei a respeitar o caminho de cada um.
    Já estudei bem mais…Hoje, quando alguém me pede orientação para tornar-se vegetariano, eu primeiro o aconselho a sentir se o impulso vem do coração.
    Segundo, sempre ressalto que , apesar de não comer animais, sempre procuro alguma fonte de proteína animal saudável : um yogurt de boa procedência ; uso Kefir (vc conhece), eventualmente ovos orgãnicos (de preferência não galados), um queijo magro, etc.
    Quando é um jovem quem me procura, friso ainda mais essa necessidade (não sei se sua ‘escola’ fala de uma pequena complementação com proteínas animais…).
    Bem, meus mestres assim me ensinaram…e assim os reverencio e respeito.
    Mas sempre tem “aquele tio sacana” que diz: vc sabia, sobrinho, que o tomate também grita quando vc o parte? ; que a couve chora quando vc a retalha?…só para confundir a cabeça dos neófitos…
    Para esses tios, aprendi uma vez uma resposta decisiva: “tio, eu vou pegar para comer…se tentar fugir, eu não como!! essa é minha filosofia, e ponto final ! chega de conversa fiada!!”
    Bem, Luana, mais uma vez, parabéns pelo bolg (vou visitá-lo sempre), e só não consegui perceber onde vc colocou a receita do Temph. Você vai nos dar essa dica??…rs
    abraço carinhoso, e muita sorte!
    Rogério

    • 09/01/2010 10:36

      Olá Rogério! Prazer. Obrigada pelo seu reply, fiquei muito feliz em saber que a Dani passou esse blog para amigos. Se o Ptw for a constelação familiar, ela já comentou sim.
      Kefir?? Não conheço!! Estou pesquisando, fiquei curiosíssima com esse seu comentário que precisei procurar imediatamente. Mas ainda não descobri se é uma semente, lactobacilo de leite…
      Você faz na sua casa? Em um dos sites diz que não tem para vender.
      Daqui a pouco tem a receita do Tempeh!
      Abraços e seja bem vindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 307 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: